segunda-feira, 30 de março de 2009

Projeto de Interiores

Para se ter uma casa agradável, bem distribuída, funcional e bonita, diferente do que muitos podem pensar, não é necessário ter grande poder aquisitivo mas sim planejamento!

O projeto de interiores começa com o planejamento da decoração para resolver tanto problemas técnicos (como falta de espaço, por exemplo), quanto estéticos, abrangendo uma série de necessidades para melhorar a qualidade de vida:

• estudo da circulação e distribuição de mobiliário;
• projeto de iluminação;
• escolha adequada de acabamentos e revestimentos;
• detalhamento de teto (rebaixos, sancas e molduras) e piso (paginação);
• escolha de tecidos, objetos e acessórios decorativos;
• desenho de mobiliário e peças especiais;
• projeto paisagístico.


Essas atividades levam em conta a combinação de cores, luzes, texturas e volumes de modo a alcançar unidade e equilíbrio e são planejadas respeitando o estilo de vida e gosto do cliente. Com isso tem-se a solução para uma série de problemas como pouco espaço, aquisição e uso inadequados de mobiliário e acessórios, dentre outros, o que implica em economia.
Considerando-se que a decoração sem critérios e planejamento é mais dispendiosa do que a contratação de um projeto elaborado por um profissional, o que é válido tanto para espaços novos quanto para reformas.

Um projeto de interiores envolve várias etapas, incluindo a entrevista com o cliente para identificação das necessidades, o levantamento de informações do local (verificação de plantas e medidas), a apresentação do lay-out, plantas, perspectivas e orçamentos para aprovação por parte do cliente, com posterior detalhamento de todas as soluções propostas e a execução do projeto propriamente dito.

5 comentários:

Talma disse...

Ai G-zuis, eu falo que vc é arquiteta que Deus me mandou!!
Bj flor!!

Anônimo disse...

Oi Liziane, cobheci seu blog há poucos dias e já favoritei! Muito legal o que tenho lido, mas quero ver tudo (só tá faltando tempo...rs). Concordo com você, comprar as coisas sem planejamento fica mais caro mesmo, mas, apesar de saber disso, ainda não tive coragem de contratar os serviço de uma arquiteta. Eu tenho sonho de contratar um (a) pra me ajudar na decoração da minha sala, que é ampla, daria pra fazer coisas legais, porque espaço não é problema...mas...vou fazer a consultoria, o arquiteto (a) vai me orientar, e eu não vou ter dinheiro pra fazer tudo de uma vez!! E aí? Dá pra fazer picadinho?...rsrs. Um projeto legal e vou colocando em prática a medida que tenho cacife pra tal? Parabéns pelo blog! Boa semana.
Alexandra

Patrícia disse...

Boa tarde, gostaria de colocar um espelho de "corpo inteiro" no hall de entrada do meu pequeno apto (em uma parede de 3 m de largura por uns 2,50 de altura) estava pensando em coloca-lo bem no meio e com as seguintes medidas: 1,60 m de altura e 0,80 m de largura e uns 0,25 m do chão, presos por botões. Sei que sem ver é meio dificil a opinião, mas vc achou muito pequeno para a parede? estava pensando em colocar de cada lado algum objeto de decoração ou vaso de flor! Desde ja agradeço sua ajuda!

Liziane Milgarejo Vieira disse...

Talma querida! Obrigadinha! Cada vez que vejo que consigo mostrar um pouquinho da minha profissão e desmistificar algumas idéias nem sempre reais, fico muito feliz!!

Alexandra, te digo que certamente dá para fazer "picadinho" o projeto! Tem só que pontuar o que realmente é importante e o que pode esperar! Planejamento é a palavra! O arquiteto vai fazer o projeto dentro do que você pode e quer gastar! Ajudamos a realizar o seu sonho, dentro da realidade!!

Patrícia, realmente sem conhecer o espaço fica difícil opinar! Mas a opção da simetria é mais fácil de acertar!

Anônimo disse...

Olá Liziane, obrigadíssima pela sua atenção! Então, vá lá, você trabalha á distância...rsrs? Existe essa possibilidade de você prestar consultoria para clientes de cidades distantes ou você acha que esse ítem inviabiliza projetos, por causa de serviços de terceiros? Vou pensar seriamente nessa possibilidade e trocar ideia com o maridão...rsrs. Obrigada mais uma vez!
Alexandra